Ozônio na aviação agrícola

ozonio-na-aviacao-agricolaHá algumas décadas a agricultura vem se utilizando também da aviação com o intuito de exterminar quaisquer possibilidades de pragas nas plantações.

Acontece que a água utilizada na lavagem dessas aeronaves pulverizadoras recebe elevados níveis de agrotóxicos, proibidos de serem descarregados no meio ambiente, sendo essa prática considerada criminosa e inafiançável, desde setembro de 1999, segundo Decreto Nr.3179. É necessário um tratamento de descontaminação dessa água, para a eliminação de agrotóxicos antes de devolvê-la à natureza.

Os níveis residuais de pesticidas a serem descarregados em rios e lagos, permitidos pelas autoridades ambientais são baixíssimos, havendo a necessidade de um sistema de descontaminação altamente eficaz para evitar esse problema. As normas que definem esses níveis são emitidas pelo CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) sendo a última Resolução vigente a de Nº 357 de 17 de Março de 2005. O IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) é o órgão fiscalizador desse processo.

Ozonizadores são atualmente a tecnologia mais adequada para a degradação das caldas residuais dos agrotóxicos nas águas de lavagem, pois o Ozônio é o único oxidante que se pode produzir no campo de maneira prática e econômica.

Essa tecnologia já está se estendendo para a descontaminação dos demais equipamentos agrícolas, e trará benefícios incalculáveis na preservação do nosso meio ambiente, diminuindo a poluição dos rios, lagos e do lençol freático que cresce na mesma proporção de nossa área cultivada.

perguntas